Photos of the Quakenet LAN Party 2: São Paulo, Brazil — Sep. 5 – 7, 1998

Relatório Quakenet/2 — Introdução

[Note from Donde: In some web browsers it is possible to right click on this page and select, “Translate to English.”]

Imagine uma rede gigante, com muitos micros, muitos jogos e a possibilidade de ficar 24hs/dia conectado diretamente com seus amigos lado a lado. Melhor ainda, veja esta rede: Foram 3 dias ininterruptos, 150 quakers, centenas de partidas e uma QUAKENET/2 inesquecível para todos aqueles que compareceram ao maior evento de Quake já realizado até hoje!

É o mínimo que se pode dizer dessa grande confraternização, que juntou jogadores dos 4 cantos do Brasil, promoveu campeonatos das mais diversas categorias e agitou um pouco mais essa comunidade de jogadores que passam as noites em claro com frags, gibadas, e táticas avançadas em busca de algo mais além da diversão nos jogos de última geração.

Quando pensamos na maluca idéia – “vamos fazer uma lanparty mais divulgada, a nível nacional” nunca pensamos que poderíamos ir tão longe. Isso foi durante o final de 1997 e o começo de 1998.

Fizemos uma rede prevista para 30 ou 40 pessoas, a maioria delas levando micros. Fizemos a rede entre janeiro e fevereiro de 1998. Compareceram 75 pessoas de todo o Brasil, levando aproximadamente 45 micros. Ou seja, bastante acima do esperado. E essa foi a Quakenet I (veja o relatório dessa primeira lanparty nacional aqui).

Na segunda edição da Quakenet Lan Party – como a havíamos batizado então – previmos algo entre 70 pessoas, seguindo a inércia deixada pela primeira Quakenet (onde pudemos ver os melhores clans de Team Fortress e Deathmatch da época, assim como os melhores jogadores, provarem quem, afinal, era o melhor).

Então, realizamos a Quakenet 2. Tivemos aproximadamente 150 pessoas comparecendo durante os 3 dias do evento. Ou seja, novamente acima do esperado.

Esse comparecimento em massa tem uma explicação lógica: o Quake, além de mera diversão, virou verdadeira mania no Brasil, refletindo o sucesso que o jogo faz em outros países e continentes. E assim como os jogadores de outros países, os Quakers brasileiros gostam não só de jogar via linha telefônica com distantes inimigos ou em rede local com seus próximos amigos, mas também gostam de se conhecerem, conversarem ao vivo e trocarem idéias com aquelas mesmas pessoas que tantas vezes eles viram do outro lado da telinha, representado por frios polígonos compondo um jogador de um simples jogo 3d.

Muito mais do que simplesmente jogar Quake, uma lanparty – não só a Quakenet, mas qualquer lanparty – é um evento para diversão, um evento onde você joga o que quiser, quanto quiser, a hora que quiser, com quem quiser – e, importantíssimo, com ping baixo o suficiente para se garantir partidas incansáveis atrás de frags e mais frags em tempo real.

Como o próprio nome diz, lanparty – ou seja, festa. Diversão sempre foi e sempre será o principal foco da Quakenet, e, pode acreditar, sempre faremos o máximo para trazer a diversão a quem participa da rede. Acreditamos que ajudamos não só a realizar isso, mas também a divulgar a idéia de lanparties maiores (maior do que a “rede que seu clan monta, por exemplo) – desde a realização da Quakenet I, vimos várias redes pipocarem pelo Brasil afora, e, embora menores, elas estão sempre divulgando o mesmo intuito e a mesma filosofia – diversão.

E é em nome da diversão que achamos importante não só criarmos, divulgarmos e realizarmos a rede/festa em si, mas também criar sites como esse, mostrando as fotos, demos e tudo o mais que rolou na Quakenet. Não só para quem compareceu lembrar dos momentos que viveu na Quakenet, mas também para quem não compareceu ver o que perdeu :) e ficar mais instigado a comparecer da próxima vez.

E, além da diversão, nos preocupamos também com a evolucão. Ir na Quakenet não é jogar, jogar e jogar até cair de sono – é também participar dos diversos campeonatos promovidos lá, e, quem sabe, ir pra casa com o título de “melhor do Brasil” em alguma modalidade. :-)

Isso é a Quakenet. E isso é o que ela se tornou não só porque quisemos assim, mas também porque muitas pessoas – que acreditam no mesmo sonho que nós – nos incentivaram, apoiaram e compareceram na Quakenet, não só na primeira edição do evento, mas também na segunda edição.

A elas, o nosso muito obrigado.

E enquanto você não faz as malas para a próxima Quakenet (ou quaisquer outras redes que você vá comparecer), veja nosso site, veja o que rolou na Quakenet 2 e sinta o poder de jogar em rede local, trancado num galpão com dezenas de malucos da mesma espécie que você! :-)

E como nós mesmos somos suspeitos para falar, fique então com a opinião de quem foi na Quakenet :-).

-Roshack and Fux [LC]

https://web.archive.org/web/20020427150715fw_/http://quakenet.com.br/qnet2report/introducao.html

Quakenet/2 — Fotos

https://web.archive.org/web/20020818201116fw_/http://www.quakenet.com.br/qnet2report/fotos.html

Quakenet/2 — Comments

https://web.archive.org/web/20020427150715fw_/http://quakenet.com.br/qnet2report/introducao.html

Quakenet BrazilMore LAN Party Photos

https://web.archive.org/web/*/http://www.quakenet.com.br/*

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.