Roger Ebert’s Critical Eye on Machinima: Will the use of video game technology to make movies result in art or kitsch?

Somewhere right now, in a basement or bedroom, a kid is making an animated movie that will play in a theater near you. It's been possible for years to create animation on home computers, but a new movement named Machinima plans to make those movies more sophisticated -- of commercial quality. Machinimists don't use high-priced software programs but the "rendering engines" used by games like Quake and Unreal.

A Warriors Life and Donnovas Dream: Quake 2 Machinima Films, by Andre Donnovan Luis — Brazil

A muito tempo ouvi rumores de que um filme (filme real) seria produzido baseado no jogo Quake I. Resolvi ir para o Yahoo e procurar por "Quake movie", não encontrei o que esperava mas encontrei uma pagina intitulada Quake Movie Library. Logo que entendi existir uma comunidade Quake Movie que fazem filmes para rodar em jogos fiquei maravilhado e comecei a baixar todos os filmes, eu queria ver tudo, nessa época praticamente só existiam filmes para o Quake 1.Nunca imaginei que um dia eu iria fazer filmes, mas resolvi pegar o Keygrip 2 (um dos principal programa para fazer filmes em Quake 2) para brincar. Acabei por fazer um minifilme em que um boneco se suicidava, com musica mapas e tudo, nesses dias eu já estava com o intuito re criar um filme. Esta cena futuramente se encaixou no filme Cirus Life. Iniciei a criação então, oficialmente, de Cirus Life. Depois vem uma história muito maior: A criação de A Warrior's Life.  A Warrior's Life assim como Cirus Life foram feitos por Donnovan. Depois do lançamento de A Warrior's Life finalmente decidi criar um grupo, a Donart Movies.